Tecnologia do Blogger.
RSS

Saída de Emergência - PARTE 3

PARTE 1: http://ashistoriasaleatorias.blogspot.com.br/2013/09/saida-de-emergencia.html
PARTE 2: http://ashistoriasaleatorias.blogspot.com.br/2013/09/saida-de-emergencia-parte-2.html

     Então, fingi que nem  tinha notado a presença dele, porém, mesmo assim, o rapaz percebeu minha reação, e  fez a mesma pergunta do dia anterior:
- Você está bem? Percebo que está um pouco alterada, nervosa, gelada, o que está acontecendo com você? Você não pode ficar assim, pois caso continue, é arriscado que tenho um desmaio.
     No começo desmenti tudo, mas foi inevitável. Acabei desmaiando no ônibus e aquele mesmo rapaz me levou para um hospital para que eu pudesse ser atendida, e então ao acordar o rapaz me pergunta:
- Que bom que acordou! Agora descanse, pois o médico disse, que precisa de certo repouso. Ele não sabe ao certo, qual é a doença que você tem. Mas pode ser que daqui a mais alguns dias em observação, ele descubra o que você tem. Agora vou embora, tenho que trabalhar. Sua mãe está aqui, descobri o telefone dela no seu celular e liguei para ela,  não se preocupe. Até a próxima.
      E então, o rapaz foi embora, e fiquei com minha mãe no quarto do hospital. Ela virá e pergunta para mim:
- Filha você já está melhor? Fiquei preocupada com você! Isso que dá não comer de manhã, que menina mais sapeca, nunca vi! Assim que for liberada vai ter que comer todo dia de manhã hein?!
      Dias se passaram e depois de uma semana, fui liberada do hospital, sem saber ao certo qual era a minha doença na verdade.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário