Tecnologia do Blogger.
RSS

Saída de emergência - PARTE 5

PARTE 1: http://ashistoriasaleatorias.blogspot.com.br/2013/09/saida-de-emergencia.html
PARTE 2: http://ashistoriasaleatorias.blogspot.com.br/2013/09/saida-de-emergencia-parte-2.html
PARTE 3:  http://ashistoriasaleatorias.blogspot.com.br/2013/09/saida-de-emergencia-parte-3.htm
PARTE 4: http://ashistoriasaleatorias.blogspot.com.br/2013/09/saida-de-emergencia-parte-4.html

    Então, corro até meu quarto e ligo para o Caio, meu grande confidente e amigo de escola:
- Alô? Caio?
Ele percebeu minha voz angustiada e respondeu:
- Oi Clara! O que aconteceu? Sua voz está meio estranha.
Então, respondi:
- Caio! Não estou nada bem, estou muito confusa, tenho uma longa história para te contar. Você pode me ouvir ou está ocupado?
Ele riu e disse:
- Quando eu estou ocupado para você? Conte-me o que está te deixando assim.
     Logo contei a ele sobre o Rodrigo, como o conheci e o que estava me deixando incomodada. Aí então Caio me ouviu e como sempre foi um amor comigo.
    O tempo foi passando, com isso, fui sendo tratada por um médico muito atencioso chamado Éric, que estava me ajudando com essas dores que estavam me deixando preocupada. Além disso, tinha o Rodrigo do meu lado. Ah, o Rodrigo! Suspirei. Ele é tão carinhoso comigo, estou tão apaixonada por ele e muito mais próxima do que podia imaginar. Tenho que confessar que Rodrigo até está aliviando um pouco a dor da perda que tive alguns anos atrás quando meu pai faleceu.
    Esses dias com Rodrigo e todo esse afeto que ele tem por mim me faz muito bem, pois por mais que eu tenha minha mãe, não conseguia ficar tão alegre como era. Afinal, nunca fui tão próxima dela quanto do meu pai, até porque ela ficou um tempo longe graças ao trabalho que teve no exterior. Então, passei bastante parte de minha infância com meu pai. Não sei como ela consegue ser tão forte assim desde que ele se foi. Tanto que quando ele faleceu e tivemos que resolver como ficaria a situação da herança que ele tinha me concedido, e todo aquele processo ela que resolvia mais do que eu e, também só poderei ficar com a herança que meu pai me deu quando completar 21 anos, nem quero imaginar quando chegar essa idade terá mais papeis e mais lembranças do meu pai. Terei que ser muito forte.
     Um dia vai e outro vem até que então Caio me encontra e diz meio rude que iria investigar Rodrigo. Claro, ele deve estar com muitos ciúmes, até porque agora estou andando mais com Rodrigo do que com ele. Mas, estou preocupada com isso. Como Caio irá fazer isso? Será que irá machucar Rodrigo ou até mesmo estragar tudo? Muitas dúvidas surgiram naquele momento e como já estava muito tarde, fui deitar.
    No meio da madrugada acordo assustada com uma ligação, então abro meus olhos e vou procurar meu celular, o encontrando pego-o e atendo:
- Alô?
Então alguém responde:
- Aqui é do hospital. Vi seu número no celular do paciente Caio e te liguei para avisar que ele sofreu algum acidente e está aqui conosco.
Vários pensamentos me vieram no momento e falei:
- Estou indo agora mesmo para o hospital, obrigada pela ligação. Então desliguei o celular, fui me trocar e ir correndo para o hospital encontrar Caio.
    No caminho para o hospital fiquei pensando. Será que ele está bem? O que deve ter acontecido? Rodrigo é mesmo um psicopata e me enganou esse tempo todo? Olhei então mais uma vez para meu celular antes de colocar na bolsa e vi uma mensagem não lida. Quando abri a página vi uma mensagem de Caio enviada algumas horas atrás dizendo que descobriu algo que queria falar comigo. Comecei a me desesperar e até que enfim cheguei ao hospital. Perguntei sobre um paciente chamado Caio e logo me levaram até o quarto onde estava. Quando abriram a porta fiquei meio assustada de o ver naquela situação todo machucado e nem podia falar por causa das dores que sentia.
   Estando com medo de Rodrigo, ele aparece junto com o Éric. Voltando para casa com Rodrigo, pergunto o que ele fez na noite passada e ele faz uma cara meio estranha. Saí intrigada com isso e fui até a casa dele. Chegando lá no jardim, vi algo do Caio no chão e então quando percebi que Rodrigo tinha me visto corro. Percebendo que estava longe da casa dele fico mais aliviada até que então sinto um ar quente perto de mim.
Quando vejo, era ele...

AUTORA: Maria Helena 

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário