Tecnologia do Blogger.
RSS

Sonhos de Isabela - PARTE 7

PARTE 1: http://ashistoriasaleatorias.blogspot.com.br/2013/09/sonhos-de-julietta.html  
PARTE 2: http://ashistoriasaleatorias.blogspot.com.br/2013/09/sonhos-de-isabela-parte-2.html
PARTE 3: http://ashistoriasaleatorias.blogspot.com.br/2013/09/sonhos-de-isabela-parte-3.html
PARTE 4: http://ashistoriasaleatorias.blogspot.com.br/2013/09/sonhos-de-isabela-parte-4.html
PARTE 5: http://ashistoriasaleatorias.blogspot.com.br/2013/09/sonhos-de-isabela-parte-5.html
PARTE 6: http://www.ashistoriasaleatorias.blogspot.com.br/2013/09/sonhos-de-isabela-parte-6.html

      Isabela fica sem entender nada e muito apreensiva, pois começa a lembrar de sua família e pensa que podem fazer algum mal a sua família. Isa fica intrigada e muito pensativa, mas o sono era mais forte e ela então adormece. Não muito tempo depois o telefone volta a tocar, só que dessa vez Isabela esquece de colocar para vibrar e todas as meninas acordam, com isso Isabela fica sem reação, mas não pensa duas vezes e atende o telefone e ouve uma voz grossa:
- Faça seu trabalho de acordo com que lhe mandam, pois se não, pessoas sofrerão.
       Isabela fica completamente desesperada, pois lhe passa milhões de coisas em sua cabeça. As meninas veem que Isabela fica completamente pálida e lhe perguntam o que havia acontecido, mas Isabela não consegue falar de tanto soluçar de chorar, as meninas então decidem acalma-la. Isabela se acalma, mas nessa hora chegam os capangas exigindo que ela se arrume e lhe acompanhe que ela iria trabalhar.
        Ao fim de seu expediente, Isabela começa a lembrar de sua família e seus amigos e arrepende-se de ter aceitado esse convite ingrato. Lembra-se de Rachel e se pergunta se ela estaria sentindo sua falta. À noite Isabela não é cogitada para ir trabalhar, pois já havia feito seu ponto durante o dia. Por volta de meia-noite, Isabela volta a receber um tefonema e escuta:
- Está fazendo seu trabalho? - Era a voz de Rachel.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário